A paixão pelo ciclismo só foi descoberta por Ane Mara Guimarães, após os 50 anos. Para fugir da hipertensão e de outros problemas de saúde como diabites, depressão. A gaúcha que já mora em Campo Grande (MS), há dez anos encontrou na bicicleta um novo estilo de vida.

Ane encontrou no esporte a receita ideal para entrar em forma, cuidar da saúde e levar uma vida melhor.

E foi por acaso que os amigos descobriram que a atleta esta no top 10 do app Strava entre as mulheres que mais pedalaram em 2018, ela pedalou 13.000km.

Mensagem do grupos no app e ao lado o ranking com o nome de Anne Gaúcha. Foto divulgaçãp

Ela que já tinha experimentado Hidroginástica, por orientação médica, afirma que não gostou. Mesmo sabendo que precisava ter uma vida mais ativa e saudável, ai a última cartada foi no ciclismo. ”

“Ganhei uma bicicleta de um paciente que cuidava. E a partir dali fui começando aos poucos . Poucas quadras da minha casa.
E quando percebi já estava apaixonada pelo esporte e a bike”, ressaltou a enfermeira.

Da esquerda pra direita, Ane em 2017 e depois, em 2018. Foto arquivo pessoal

Sobre a conquista de estar no top 10 do Strava ela comenta que ficou muito feliz, e ao mesmo tempo não acreditava com o tal feito, mas orgulhosa pelo resultado.

E quando percebi já estava apaixonada pelo esporte e a bike. Foto arquivo pessoal

Ane relata que o ciclismo ajudou ela a parar com os medicamentos de pressão, diabetes e até da depressão, feliz ela ainda relata que as únicas substancias que precisa são endorfina e serotonina que ela encontra depois de cada pedal.

6 COMENTÁRIOS

  1. Menina de Fibra que nunca deixou transparecer que estava triste. Sempre alegre e cativante, esbarravamos de tempos em tempos para trocar umas palavrinhas e rirmos um pouquinho.

    Parabéns Anne
    Rumo aos 15mil km em 2019
    Tá facin facin

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentário
Seu nome